quinta-feira, 17 de junho de 2010

Clamor para Ouvir a Voz de Deus

Quem dera, Deus de Jacó
Que das alturas reina,
Ouvisses meu pranto
E resolvesses enviar-me ajuda.
De sobre mim tiraria
O opróbrio e a tristeza
E me ergueria do monturo
Ao qual fui reduzido.
Sei que ouves meu pranto
E que de algum modo me respondes,
Mas sou eu quem não consegue Te ouvir.
Meus ouvidos estão surdos
À Tua voz, Altíssimo,
E penso que meus gritos se perdem
Sem que Tu ouças o meu clamor.
Sou eu Senhor que não compreende o Teu falar,
O Teu agir, o Teu imenso amor.
Sinto-me pequeno, medíocre, perdido.
Não posso fingir que estou bem.
Faz-me ouvir a Tua voz.


Fonte: Margarete Solange Moraes. Inventor de Poesia: Versos Líricos. Mossoró, RN, Queima Bucha, 2010.

2 comentários:

nadijane disse...

Amém,amém Senhor.

Margarete Solange Moraes disse...

Dedico "Clamor para Ouvir a Voz de Deus" a você minha amada e estimada, Nadjane.
Ouça a voz do Deus de Abraão, Isaque e Jacó que ouve o teu clamor, que te abraça e te responde mesmo quando tudo em tua volta parece SILÊNCIO e SOLIDÃO.
...
Leia o salmo 46, como se estivesse lendo pela primeira vez, mastigando devagar cada palavra.
...
Um abração.