sábado, 26 de junho de 2010

METANÓIA


Mudou a água em vinho
A tempestade em calma,
E a coroa de espinho
Em refrigério da alma

A treva do caminho
Ele acendeu em luz
E transformou em trono
O castigo da cruz

Mudou a lei em graça
E a justiça em perdão
A vergonha e a desgraça
Mudou em salvação

A pecadora em santa,
O cego em visionário
E mudou em vitória
A sombra do calvário...

Mudou o pequenino
E trágico Zaqueu
Em humilde menino
E cidadão do céu

O antes perseguia
Sofreu perseguição
E o mar que se agitava
Ele mudou em chão.

A tudo Ele transforma
E enriquece e refaz
E torna a morte em glória
E torna a guerra em Paz

Mas a mais prodigiosa
E audaz transformação
É que Ele opera e implanta
Em cada coração

E a fera se faz homem
E o perdido animal
É salvo e reconquista
A glória espiritual!


Fonte: Gióia Júnior. Menino Pobre. Belo Horizonte, MG. Editora Betânia, 1979.


Metanóia é uma palavra de origem grega (μετάνοια , metanoia) e significa arrependimento, conversão (tanto espiritual, bem como intelectual), mudança de direção e mudança de mente; mudança de atitudes, temperamentos; caráter trabalhado e evoluído

2 comentários:

nadijane disse...

Bela poesia!
Como seria bom que todo ser humano se arrependesse e fizesse como Zaqueu!

marinarochabravia disse...

Legal a poesia! Gostei também das informações sobre o significado da palavra "Metanóia". Acho importante essas considerações e informações que enriquecem o leitor. Legal!