segunda-feira, 31 de maio de 2010

ESCREVER NA AREIA

Dois grandes mercadores árabes, de nomes Amir e Farid, eram muito amigos
e sempre que faziam suas viagens para um mercado onde vendiam suas
mercadorias, iam juntos, cada qual com sua caravana e seus escravos
empregados.

Numa dessas viagens, ao passarem junto a um rio caudaloso, Farid resolveu
banhar-se, pois fazia muito calor. Em dado momento, distraindo-se, foi
arrastado pela correnteza. Amir, vendo que seu grande amigo corria risco de
vida, atirou-se às águas e, com inaudito esforço, conseguiu salvá-lo.

Após esse episódio, Farid chamou um de seus escravos e mandou que ele
gravasse numa rocha ali existente, a seguinte frase:



Ao retornarem, passaram pelo mesmo lugar, onde pararam para rápido
repouso. Enquanto conversavam, tiveram uma pequena discussão e Amir
alterando-se esbofeteou Farid. Este aproximou-se das margens do rio e, com
uma varinha, assim escreveu na areia:



O escravo que fora encarregado de escrever na pedra o agradecimento de
Farid, perguntou-lhe: - Meu senhor, quando fostes salvo, mandaste gravar
aquele feito numa pedra e agora escreveis na areia o agravo recebido. Por
que assim o fazeis ?

Farid respondeu-lhe: - Os atos de bondade, de amor e abnegação devem ser
gravados na rocha para que todos aqueles que tiverem oportunidade de
tomar conhecimento deles, procurem imitá-los. Ao contrário, porém, quando
recebemos uma ofensa, devemos escrevê-la na areia, próxima as águas para
que desapareça, levada pela maré, a fim de que ninguém tome conhecimento
dela e, acima de tudo para que qualquer mágoa desapareça prontamente no
nosso coração.

PRÍNCIPE DA PAZ


Príncipe da Paz, terapeuta eficaz.
Seu tempo é eterno
Por isso pode me ouvir sem jamais se enfadar,
Sem críticas.
Se não falo, traduz o meu silêncio ou meu pranto,
De qualquer forma me entende.
Os seus sábios conselhos
Aplainam os caminhos tortos.

Pai, médico, advogado,
Um amigo de braços gigantes para me amparar.
Ele me compreende e me ama
Mesmo sendo assim como sou:
Com tantos dilemas.
Simplifica os meus problemas,
Transforma as minhas incertezas.
Ele é o meu chão maior,
Lâmpada para os meus pés.

Sinto-me segura
Quando os seus braços me envolvem
E me aquecem.
Sua voz mansa me chama,
Invade minh’alma, me acalma...
Já não estou mais sozinha,
Ele é tudo para mim.


Fonte: Margarete Solange Moraes. Inventor de Poesia: Versos Líricos. Mossoró, RN, Queima Bucha, 2010.

PASSANDO PELO VALE


Bem-aventurado o homem cuja força está em ti,
em cujo coração estão os caminhos aplanados.
O qual passando pelo vale de Baca, faz dele uma fonte;
a chuva também enche os tanques. Salmo 84:4,5.

Em 1995 e 1996 passei por um “vale de Baca” porque a depressão me fez prisioneira de seus braços. Não foi fácil atravessar esses dias de céu nublado. Acredito mesmo que me deixei arrastar pela correnteza da vida. Todavia, aprendi muitas lições. Hoje digo que “fiz dele uma fonte”, quer dizer, não eu propriamente, mas aquele que me dá o escape pelocaminho!Depois que tive meu último filho, meu trabalho como professora levou-me ao estresse e este por sua vez provocou um descontrole da pressão arterial. Fui internada por três vezes com a pressão bastante alta. Por fim, fui afastada de sala de aula por determinação dos médicos e isso me fez sentir-me impotente, fracassada. Ser professora era um sonho de criança e, em tão pouco tempo, eu não era mais capaz de exercer minha profissão. Em dezembro de 1996, participei da seleção de mestrado em Natal e não consegui finalizar as questões da prova porque entrei em pânico. Achando que não seria bem sucedida, abandonei a sala, colecionando mais um fracasso. A partir de então, considerava-me um nada, não tinha mais o valor que eu julgava ter. Escrevi, nesse período negro, alguns contos e romances. Escrever era uma maneira de extravasar a angústia que me tomava o peito, e que eu não sabia dizer ao certo porque ela se apoderava de mim. Entre os amigos não encontrei alguém que pudesse me ajudar, que fosse capaz de mudar a tristeza que turbava o meu ser. Dessa forma, recorri ao meu terapeuta, Ele se chama Emanuel, é um excelente profissional, como Ele nunca houve nem haverá outro jamais. Todas as noites enquanto tantos dormiam, eu tentava explicar para Ele a minha dor. Entretanto, eu não conseguia me expressar com palavras, por isso Ele traduzia o meu gemido. Antes eu achava que a depressão só aprisionava os fracos, hoje entendo que ela não respeita ninguém. Tento entender também que não somos forte por nós mesmos, nem heróis de nada. Somos uma mistura bem dosada de virtudes e defeitos e, sobretudo, temos que nos preparar dia-a-dia para enfrentar alegrias e dissabores.Tenho notícias de muitos que foram enlaçados pelo manto negro da depressão e que não conseguiram escapar, mas eu escapei, graças ao auxílio que me veio do alto. Portanto, ao meu terapeuta e Senhor que rege a minha vida, dedico toda minha gratidão!
.
Fonte: Margarete Solange Moraes. Rebeca. Mossoró, RN. Santos, 2000.

sábado, 29 de maio de 2010

A FELICIDADE

Certo mercador enviou seu filho para aprender o segredo da
felicidade com o mais sábio de todos os homens.

O rapaz andou durante quarenta dias pelo deserto, até chegar a
um belo castelo, no alto de uma montanha. Lá vivia o sábio que
o rapaz buscava.

Ao invés de encontrar um homem santo, porém, o nosso herói
entrou em uma sala e viu uma atividade imensa; mercadores
entravam e saíam, pessoas conversavam pelos cantos, uma
pequena orquestra tocava melodias suaves, e havia uma farta
mesa com os mais deliciosos pratos daquela região do mundo.

O sábio conversava com todos e o rapaz teve que esperar duas
horas até chegar sua vez de ser atendido.

O sábio ouviu atentamente o motivo da visita do rapaz, mas
disse-lhe que naquele momento não tinha tempo de explicar-lhe
o segredo da felicidade. Sugeriu que o rapaz desse um passeio
por seu palácio e voltasse daqui a
duas horas.

-- Entretanto, quero lhe pedir um favor - completou o sábio,
entregando-lhe ao rapaz uma colher de chá, onde pingou duas
gotas de óleo -- Enquanto você estiver caminhando, carregue
esta colher sem deixar que o óleo seja derramado.

O rapaz começou a subir e descer as escadarias do palácio,
mantendo sempre os olhos fixos na colher. Ao final de duas
horas retornou à presença do sábio.

-- Então - perguntou o sábio -- você viu as tapeçarias do
Pérsia que estão na minha sala de jantar? Viu o jardim que o
Mestre dos Jardineiros demorou dez anos para criar? Reparou
nos belos pergaminhos de minha biblioteca?

O rapaz, envergonhado, confessou que não havia visto nada. Sua
única preocupação era não derramar as gotas de óleo que o
Sábio lhe havia confiado.

Já mais tranqüilo, o rapaz pegou a colher e voltou a passear
pelo palácio, desta vez, reparando em todas as obras de arte
que pendiam do teto e das paredes. Viu os jardins, as
montanhas ao redor, a delicadeza das flores, o requinte com
que cada obra de arte estava colocada em seu lugar. De volta à
presença do sábio, relatou pormenorizadamente tudo que havia
visto.

-- Mas onde estão as duas gotas de óleo que lhe confiei? --
perguntou o Sábio.

Olhando para a colher, o rapaz percebeu que as havia
derramado.

-- Pois este é o único conselho que eu tenho para lhe dar
disse o Sábio dos Sábios. O segredo da felicidade está em
olhar todas as maravilhas do mundo, e nunca se esquecer das
duas gotas de óleo na colher!

Ec .9-8 Em todo o tempo sejam alvas as tuas roupas, e nunca
falte o óleo sobre a tua cabeça.

A MINHA ALMA AGRADECE AO SENHOR


Agradeço a Ti oh, meu Deus o Teu imenso amor, amor imutável, não importa quem eu sou. Oferto a ti a minha vida, meu tempo, meus talentos. Usa-me de algum modo para alguém que queira ouvir. Creio em ti, tal e qual a Bíblia diz. Quero ser como Davi que foi o teu amado e com o coração contrito orou a ti. Quero ser semeador. E sair a semear em boa terra, pelo caminho ou mesmo entre os espinhos... Almejo ser uma videira frutífera e ter formosos pés, como os teus pés, Senhor. Não quero jamais perder tudo e descer ao pó como aconteceu com Jó, mas se o pavor me sobrevier, sei que não estou só. Envolva-me com sua voz ou com o teu silêncio, quero sentir que estás ao meu redor. Tua presença é tudo para mim. Bálsamo na dor, alívio certo em meio à tempestade. Tua presença me faz vencedor. Tu me cobres com o teu amor e me acalentas, vivificas em mim o teu chamado e a tua chama. Quando o inimigo investe contra mim, cresço e até me envaideço, porque sei que te levantas para vir me defender. Sou menina de teus olhos, sou ungida para vencer, sou agraciada, a amada do Senhor. O que mais posso querer? Ser de Deus é meu tesouro, vale mais que prata e ouro. Temer a Deus abre para mim as portas do entendimento e me traz contentamento. E a sabedoria que me envolve são os teus ensinamentos, a loucura da pregação, tua morte e ressurreição e a esperança de que um dia vais voltar para buscar os que são teus.


Margarete Solange, 21.05.2010. Obrigada, Senhor.


REI DOS JUDEUS

Como raiz que brota de uma terra árida,
Ele não tinha formosura.
Como era exatamente o seu rosto,
Não se pode precisar,
Porque a Bíblia não diz.
Mas conta que foi humilde e desprezado
E dele não fizeram caso algum.
Parecia um homem comum
Que se misturava aos outros irmãos seus.
Visto ser um legítimo judeu,
Não era loiro e nem tinha olhos azuis.
Nascido em Belém, criado em Nazaré,
Crescia em graça e se fortalecia,
Andava com pobres e pecadores.
Homem de dores e experimentado nos trabalhos,
Foi carpinteiro como o seu pai José.
Não creram que Ele era o Rei dos Judeus,
Mas, ainda assim, zombando o adoraram,
Sem piedade o crucificaram,
Cravando no madeiro as suas santas mãos,
Os seus formosos pés.
Não foi em vão que sofreu,
Fomos restaurados pelas suas pisaduras.
Não foi em vão que clamou:
– Vinde a mim.
Seus ensinamentos sobrevivem através do tempo,
Suas palavras tornaram-se imortais.


Fonte: Margarete Solange Moraes. Inventor de Poesia: Versos Líricos. Mossoró, RN, Queima Bucha, 2010.

AS OPORTUNIDADES DADAS POR DEUS

Deus nos dá oportunidades. Mas às vezes algumas pessoas as deixam passar. Para alcançarmos nossos objetivos, aparecem coisas ao longo do caminho que parecem ser ruins, mas no final Deus faz com que elas se tornem boas. Como aconteceu com José, o filho de Jacó. O que aconteceu com ele a princípio parecia ruim. Porém, no fim de tudo Deus proporcionou a José uma grande vitória. Para isso, Deus vai mostrando os caminhos. Levantando pessoas para nos ajudar, orientar ou até mesmo para atrapalhar. Todavia, as pessoas nem sempre perceberem que essas oportunidades são dadas por Deus e acabam deixando-as passar. Tem gente que é assim, não compreende o trabalhar de Deus. Temos que vigiar porque às vezes também acontece o contrário, algumas oportunidades não vêm de Deus e pensamos que sim. Algumas delas podem nos fazer cair, como a oportunidade que José teve de se deitar com a mulher de Potifar. Essa é o tipo de oportunidade que o crente fiel deve rejeitar, assim como José fez. Porque vai de encontro ao plano de Deus na vida de seus servos. Agradeço a Deus as oportunidades que Ele tem me dado, tem sido muitas. Reconheço que em tudo Ele tem colocado sua mão na minha vida e com sua ajuda eu tenho escapado dos caminhos maus. No momento, Ele está me dando a oportunidade de fazer este artigo, para isso usou pessoas para me influenciar e ajudar. Reconheço que é um artigo simples, mas espero que sirva para ajudar a alguém.

Escrito por Rafaela Medeiros, 29.05.2010

O ARREBATAMENTO

Este Post é um pouco longo mais vale a pena ler, pois traz uma mensagem muito importante para todos nós.

Colaboração do meu amigo o Dc. Emanoel Nazareno Ferreira - Templo Central - Mossoró RN.



O Arrebatamento da Igreja Está Próximo! Ambos os Lados Estão Aguardando Ansiosamente Há 1.900 anos, os cristãos que interpretam suas Bíblias literalmente aguardam o momento em que Jesus Cristo retornará nas nuvens para retirar sua igreja deste mundo. Os incrédulos sempre zombaram dessa expectativa. Entretanto, agora, os 'espíritos-guia' dos líderes da Nova Ordem Mundial estão dizendo que esse evento ocorrerá. Prepare-se para um choque!!A Nova Ordem Mundial está chegando! Você está preparado? Compreendendo o que realmente é essa Nova Ordem Mundial, e como está sendo implementada gradualmente, você poderá ver o progresso dela nas notícias do dia a dia!! Aprenda a proteger a si mesmo e aos seus amados! Após ler nossos artigos, você nunca mais verá as notícias da mesma forma. Agora você está na THE CUTTING EDGE Vamos iniciar com a base bíblica que fundamenta o 'Arrebatamento da Igreja'. Várias Escrituras falam sobre esse evento glorioso:1) Apocalipse 3:10 - Nesta passagem, Jesus está falando à igreja de Filadélfia, a única que ele não repreendeu. No verso 10, ele diz: "Como guardaste a palavra da minha paciência, também eu te guardarei da hora da tentação que há de vir sobre todo o mundo, para tentar os que habitam na terra." Jesus Cristo está falando aqui sobre o Período da Tribulação, que durará exatos sete anos judaicos, de 360 dias cada, ou 2.520 dias no total. Observe o que ele está prometendo aqui; está dizendo que guardará os membros fiéis da igreja de Filadélfia da "hora" da tentação, ou provação, que virá sobre todo o mundo ao mesmo tempo. Você sabia que todo o mundo sofreu o juízo de Deus somente uma vez antes na história? Foi somente no dilúvio que todo o mundo passou ao mesmo tempo pelo julgamento de Deus. Esse período da Tribulação será a única outra vez que Deus punirá todo o mundo ao mesmo tempo. O Senhor Jesus predisse que esse período da Tribulação será muito similar ao tempo do dilúvio. "Mas daquele dia e hora ninguém sabe, nem os anjos do céu, mas unicamente meu Pai. E, como foi nos dias de Noé, assim será também a vinda do Filho do homem. Porquanto, assim como, nos dias anteriores ao dilúvio, comiam, bebiam, casavam e davam-se em casamento, até ao dia em que Noé entrou naarca, e não o perceberam, até que veio o dilúvio, e os levou a todos, assim será também a vinda do Filho do homem." [Mateus 24:36-39] Exatamente como nos dias de Noé, assim também será na vinda do Filho do Homem (Jesus Cristo). Agora, o período de sete anos da Tribulação culminará com o retorno de Jesus Cristo na batalha do Armagedom(Apocalipse 16:16 e 19:11-12). No entanto, essa passagem de Mateus 24:36-39 não pode estar se referindo ao retorno final de Jesus Cristo.Por que? No contexto dessa passagem em Mateus 24, a declaração de Jesus é que ninguém, exceto o Pai, saberá o dia e a hora exatos do seu retorno. Entretanto, quando o Anticristo confirmar a aliança com Israel(Daniel 9:27), iniciando assim o período da Tribulação, qualquer pessoaque conheça as Escrituras poderá contar sete anos judaicos para afrente, ou 2.520 dias e saberá exatamente o dia em que Jesus Cristo virá dos céus montado em um cavalo branco, para destruir as forças do Anticristo na batalha do Armagedom. Vemos períodos de tempo precisos relacionados em Daniel 12:11-13, e em Apocalipse 11:2-4 e 13:5, todos prevendo o período de tempo da última metade do período de sete anos da Tribulação. Portanto, o retorno de Jesus Cristo na batalha do Armagedom não deverá surpreender ninguém que conheça a profecia bíblica. Então, quando oretorno de Jesus Cristo surpreenderá o mundo? Quando seu retorno ocorrerá em um dia e uma hora que ninguém sabe, exceto o Pai? O único outro tempo em que Jesus Cristo retornará será para a sua igreja, antes do início da Tribulação. Antes de examinarmos essas profecias, preciso fazer um ponto final sobrea afirmação do Senhor Jesus que seu retorno será como nos "dias de Noé".Noé e os sete membros de sua família foram as únicas pessoas que conseguiram sobreviver ao juízo de Deus no dilúvio. Embora Noé e sua família tenham sido salvos da morte nas águas do dilúvio, passaram pela"hora" daquela provação. Os termos de tempo, como "horas, minutos, segundos", aplicam-se somente às pessoas que estão vivendo na Terra. Esses termos refletem a translação da Terra em volta do sol e a rotação da Terra em seu próprio eixo. Portanto, o "tempo" em outro planeta seria diferente do tempo terrestre e, para qualquer ser que viva fora da Terra, o "tempo" tem outro significado. Assim, o único modo de Jesus Cristo cumprir sua promessa em Apocalipse 3:10 para "guardar-nos da hora da tentação" é remover-nos da Terra! Isso é o Arrebatamento da Igreja, a "bendita esperança" sobre a qual o apóstolo Paulo falou. Vamos agora revisar essas passagens. 2) 1 Tessalonicenses 4:13-18 - "Não quero, porém, irmãos, que sejais ignorantes acerca dos que já dormem, para que não vos entristeçais, comoos demais, que não têm esperança. Porque, se cremos que Jesus morreu e ressucitou, assim também aos que em Jesus dormem, Deus os tornará atrazer com ele. Dizemo-vos, pois, isto, pela palavra do Senhor: que nós, os que ficarmos vivos para a vinda do Senhor, não precederemos os que dormem. Porque o mesmo Senhor descerá do céu com alarido, e com voz dearcanjo, e com a trombeta de Deus; e os que morreram em Cristo ressuscitarão primeiro. Depois nós, os que ficarmos vivos, seremos arrebatados juntamente com eles nas nuvens, a encontrar o Senhor nos ares, e assim estaremos sempre com o Senhor. Portanto, consolai-vos unsaos outros com estas palavras." Que palavras confortadoras são essas! O próprio Jesus Cristo descerá dos céus com um alarido, e com a voz do arcanjo, e com a trombeta de Deus!!Uma vez que essa tripla proclamação for feita, todos os cristãos nascidos de novo que já morreram receberão novos corpos glorificados, seus túmulos serão abertos e eles encontrarão Jesus Cristo nos ares. Imediatamente após isso, os cristãos nascidos de novo que estiverem vivos serão tomados nas nuvens para se encontrarem com Jesus Cristo.Paulo encerra o capítulo 4 dizendo, "Portanto, consolai-vos uns aos outros com estas palavras." Mas, em seguida, ele imediatamente fala sobre o tempo em que esse evento glorioso ocorrerá. Lembre-se das palavras de Jesus Cristo, em Mateus 24, sobre como seus discípulos poderiam reconhecer os 'sinais do fim dos tempos'? Em 24:32-33, ele disse que seus discípulos poderiam reconhecer o tempo aproximado do fim, quando vissem todas suas profecias em 24:1-30 se cumprindo. Ele disse que saberíamos reconhecer a hora aproximada. O apóstolo Paulo, em 1Tessalonicenses 5:1-3 também usa uma estrutura de tempo aproximada. Ele disse, "Mas, irmãos, acerca dos tempos e das estações, não necessitais de que se vos escreva; porque vós mesmo sabeis muito bem que o dia do Senhor virá como o ladrão de noite; pois que, quando disserem: Há paz esegurança, então lhes sobrevirá repentina destruição, como as dores departo àquela que está grávida, e de modo nenhum escaparão." Imagine isso!! Esse magnifíco Dia do Senhor, quando Jesus Cristo retornará para sua igreja, pegará os incrédulos totalmente desprevenidos!! Paulo compara o retorno de Jesus nos ares para arrebataros fiéis à entrada do ladrão em uma casa. Como o ladrão entra em uma casa para roubar? Ele entra silenciosamente, para que o dono não saiba que a casa foi invadida, até que tenha roubado e ido embora. O dono só saberá que foi roubado quando acordar pela manhã e vir o sumiço dos objetos. Essa é uma ilustração perfeita do modo como Jesus Cristo retornará para retirar sua igreja deste mundo. Nenhum incrédulo verá a intrusão de Jesus à Terra. Nenhum incrédulo verá o arrebatamento d etodos os cristãos nascidos de novo, tanto dos vivos quanto dos já mortos. No entanto, quando esses incrédulos acordarem, após o arrebatamento, verão suas tremendas perdas, verão que centenas de milhões de pessoas desapareceram. Muitas empresas perderão funcionários importantes, incluindo os proprietários. Muitos lares ficarão sem uma ou mais pessoas queridas; e, se alguns eruditos bíblicos estiverem corretos, os bebês de famílias em que pelo menos um dos cônjuges era salvo, também serão tomados, de modo que o mundo ficará chorando os umiço dos bebês. Finalmente, muitas pessoas não-salvas estarão conversando com alguém, que desaparecerá subitamente de suas vistas, os carros em circulação que estiverem sendo dirigidos por pessoas salvas ficarão desgovernados, aviões, ônibus, trens, táxis, que estiverem sendo pilotados ou dirigidos por pessoas salvas também ficarão desgovernados e possivelmente baterão ou cairão. Os incrédulos do mundo saberão subitamente, sem sombra de dúvidas, que suas 'casas' foram invadidas eseus 'bens' foram tomados. Em seguida, Paulo diz à igreja de Tessalônica que o arrebatamento ocorrerá quando os habitantes do mundo estiverem dizendo entre si mesmos, "Finalmente, tempos paz e segurança". Logo após começarem a dizer isso, provavelmente no ápice dessa crença, ocorrerá o arrebatamento da igreja. Um fato surpreendente é que a força motriz para a Nova ordem Mundial está sendo poderosamente propelida pela afirmação dogmática que o único modo de alcançar 'paz' e 'segurança' no mundo é pelo estabelecimento desse sistema chamado Nova Ordem Mundial. Agora, a pergunta a ser feita é: 'Quando as pessoas acreditarão mais firmemente que o mundo finalmente alcançou essa 'paz' e 'segurança? Acredito que a resposta seja, quando o Anticristo aparecer. O Plano prevê que ele apareçerá após uma Terceira Guerra Mundial, entre Israel e seus vizinhos árabes, uma guerra cujo cenário já está totalmente armado. [Leia oartigo A Próxima Guerra Árabe-Israelense Está Extremamente Próxima -Parte 1 de 2] Como os líderes do mundo estão armando o cenário para o aparecimento do Anticristo, e esse cenário requereu muitas guerras no mundo, não édifícil que esses líderes parem as guerras quando o Anticristo pedir isso. No entanto, os povos do mundo verão as guerras parando como 'prova' positiva que o Anticristo tem o 'poder' sobrenatural de trazer a paz. Além disso, com os 'sinais e maravilhas' que o Anticristo executará, a população do mundo ficará totalmente iludida e será levada a pensar que finalmente alcançou 'paz' e 'segurança'.Em seguida, Jesus Cristo retornará para sua igreja. Os cristãos esperam com ansiedade esse evento magnífico, como nenhum outro, pois diariamente recebemos a certeza do Espírito Santo que não pertencemos a este mundo, que somos cidadãos de uma pátria celestial. Anelamos ser arrebatados para escapar da perversidade e da corrupção que há no mundo, e começar aviver nos céus por toda a eternidade. No entanto, um dos fatos mais surpreendentes sobre o vindouro arrebatamento da igreja é que a liderança da Nova Ordem Mundial também está esperando com expectativa que ele ocorra! Neste ponto, só posso vermuitos de vocês dizendo, "O que? Como essa liderança luciferiana da Nova Ordem Mundial pode estar ciente do arrebatamento da igreja se eles nem mesmo crêem nas Escrituras? E, se estão cientes e acreditam que ocorrerá, então por que estão aguardando com expectativa? São perguntas excelentes. Vamos começar com a pergunta sobre como podemcrer no arrebatamento, se não crêem na inerrância da Bíblia e das suas profecias. Cada líder importante da Nova Ordem Mundial tem um próprio"espírito familiar", normalmente chamado de 'espírito-guia'. Esses'espíritos-guia' nada mais são que espíritos demoníacos que cooperam com Satanás, para que alcance seus objetivos. Esses 'espíritos-guia' dão muita percepção sobre como as mudanças precisam ser feitas na vida política, espiritual e econômica no mundo para preparar o Reinado do Cristo da Nova Era. Todos os aspectos desse plano da Nova Ordem Mundial foram comunicados por meio desses 'espíritos-guia'. Até mesmo a maioria dos livros à venda nas livrarias de Nova Era foram escritos por'espíritos-guia', que escrevem telepaticamente por meio de um hospedeiro humano, um procedimento chamado de Escrita Automática, ou Psicografia.Certamente, sem essa liderança sobrenatural, os líderes humanos, que vêm cooperando juntos há 300 anos, nunca poderiam ter alcançado essa Nova Ordem Mundial. A partir de 1987, os 'espíritos-guia' dos líderes da Nova Ordem Mundial começaram a informá-los para preparar seus aderentes para um evento global espetacular, que ocorrerá logo após o aparecimento do Cristo da Nova Era [o Anticristo]. Qual seria esse evento espetacular? Como esses'espíritos-guia' explicaram, quando o Cristo aparecer, muitas pessoas em todo o mundo nunca poderão aceitar suas visões ou seus ensinos. Essas pessoas seriam um grande obstáculo no caminho em que o Cristo da Nova Era quererá levar os habitantes do mundo. Portanto, os 'Mestres do Logos' decidiram, disseram esses'espíritos-guia', transportar repentinamente essas pessoas para outra dimensão, logo após o aparecimento do Cristo. Essas pessoas recalcitrantes serão retreinadas em espírito, para que, quando reentrarem no 'Ciclo da Reencarnação', estejam totalmente persuadidas sobre os méritos da Nova Ordem Mundial. Logicamente, quando elas retornarem em corpos reencarnados, a Nova Ordem Mundial já estará em vigor há vários séculos, e todos saberão como ela é maravilhosa! Assim, as pessoas não-salvas que ficarem na terra após o Arrebatamento serão totalmente enganadas sobre o que realmente aconteceu. Ouvi essa mentira da Nova Era quando participei furtivamente de um seminário ministrado pelo diretor da Casa da Teosofia na Nova Inglaterra, em18/8/1991. Eis como o diretor, Bill Lambert, descreveu o Arrebatamentoda Igreja, conforme foi descrito para ele por seu 'espírito-guia'. Essas pessoas foram descritas como pessoas cuja consciência pessoal não é nem poderia jamais ser elevada o suficiente para aceitar o Cristo. Bill Lambert comparou esses indivíduos com uma pessoa que passou toda sua vida em um quarto totalmente escuro. Se uma luz súbita e intensa brilhasse nesse quarto, os olhos daquela pessoa não poderiam suportar aluz, e a pessoa procuraria fugir da luz e ir para outro quarto escuro.Similarmente, essas pessoas "preferirão partir para outra dimensão". Nesse instante, levantei minha mão e perguntei: "Como essas pessoas farão isso? Ninguém pode simplesmente dizer ao seu espírito para deixar este mundo. Essas pessoas cometerão suicídio?" Ele respondeu enfaticamente, "Não. Não sei exatamente como acontecerá, mas essas pessoas deixarão esta dimensão." "Essas pessoas preferirão partir para outra dimensão" Pare agora e concentre-se nessa afirmação. Sabemos que a liderança daNova Ordem Mundial está plenamente ciente que muitas pessoas nunca aceitarão as afirmações do Cristo [o Anticristo]. Eles sabem, por exemplo, que os povos monoteístas não poderão aceitar o politeísmo do Anticristo. Existem três grandes religiões do mundo que crêem em um único Deus: 1. Cristianismo - atualmente mais de um bilhão de pessoas2. Islamismo - mais de um bilhão de pessoas3. Judaísmo - aproximadamente 13 milhões de pessoas Assim, a liderança da Nova Ordem Mundial espera ter de matar mais de dois bilhões de pessoas em todo o mundo logo após o aparecimento do Anticristo. Essa expectativa coloca responsabilidades logísticas muito pesadas sobre o sistema militar global. Para compreender isso, vamos voltar a outro líder da Nova Ordem Mundial no século XX que considerava-se o Anticristo, Adolf Hitler. Hitler matou 18 milhões depessoas, incluindo 6 milhões de judeus, durante o Holocausto de sete anos. Aproximadamente na metade desse período de sete anos, a máquina da morte de Hitler tornou-se altamente mecanizada, quando as câmaras de gáse os fornos foram fabricados. O autor Robert Lifton, em seu livro The Nazi Doctors: Medical KillingAnd The Psychology of Genocide, refere-se a esses novos campos como"puros campos do extermínio".Agora, os nazistas realmente podiam matar os judeus, em números que não eram possíveis antes. Entretanto, os médicos responsáveis pelos campos logo enfrentaram o mais intratável dos problemas, um problema que quase fez esses "puros campos de extermínio" serem fechados! O problema eraque os engenheiros, que projetaram os fornos destinados a queimar os cadáveres das pessoas mortas nas câmaras de gás, cometeram um erro decálculo. Os cadáveres estavam literalmente 'se empilhando' emquantidades tão grandes que a saúde pública logo ficaria sob risco. Os engenheiros e o pessoal da SS chegaram à solução de cavar longas valas, enchê-las com gasolina ou gás natural na parte inferior. Esse tipo devala permitiu que grandes pilhas de cadáveres fossem queimados na mesma quantidade que as câmaras de gás os matava. Assim, o fechamento dos centros de extermínio foi evitado e o plano maníaco de Hitler prossegiu. Portanto, se você fosse um líder atual da Nova Ordem Mundial, estaria procurando encontrar a solução para esse difícil problema. Que fim daraos dois bilhões de cadáveres? Mas, subitamente, os 'espíritos-guia' dizem que os 'Mestres do Logos' decidiram remover todos aqueles que nunca aceitarão as reivindicações do Cristo [o Anticristo] para outra dimensão!! Uau!! Pense nisso! Se centenas de milhões de cristãos forem retiradas desta dimensão, eliminará a necessidade de matar tantas pessoas. Com centenas de milhões de cadáveres de pessoas a menos para remover, os governos pouparão bilhões de dólares e imensos recursos militares. A verdade é que tanto os cristãos quanto a liderança luciferiana da Nova Ordem Mundial estão aguardando o arrebatamento da igreja. Nós, cristãos, sabemos que estaremos nos céus com nosso Senhor Jesus Cristo; os líderes da Nova Ordem Mundial somente se preocupam que não precisarão se desfazer dos nossos corpos. Acredito que essa seja a principal razãopela qual os líderes políticos ainda não estão agindo contra os ministérios cristãos. Eles estão esperando, sabendo que esse inimigo intratável será retirado desta dimensão terreal em breve. E, lembre-se, a visão que o líder maçom Albert Pike teve de seu' espírito-guia', em 1870, previu a necessidade de três guerras mundiais para implementar a Nova Ordem Mundial. As duas primeiras guerras ocorreram exatamente como previsto nessa visão demoníaca; agora, a Terceira Guerra Mundial final, entre Israel e seus vizinhos árabes, podeser deflagrada a qualquer momento. [Leia os detalhes no artigo A Próxima Guerra Árabe-Israelense Está Extremamente Próxima - Parte 1 de 2] Nota final de esclarecimento: Uma passagem alternativa sobre o arrebatamento é 1 Coríntios 15:52-58, cuja leitura recomendamos agora,pois oferece maiores detalhes sobre esse glorioso evento. Muitas pessoasentendem que essa passagem ensina que a igreja cristã não seráarrebatada antes do início da Tribulação, com base no versículo 52, quediz que o arrebatamento ocorrerá "ante a última trombeta". Essa opiniãodiz então que a última trombeta ocorre em Apocalipse 11:15,aproximadamente na terça parte final do período da Tribulação.Entretanto, vemos em Apocalipse 10:7, que essa sétima e última trombetaé tocada por um anjo. A passagem em 1 Tessalonicenses 4:16 diz que atrombeta tocada no arrebatamento é a de Deus, não a de um anjo. Portanto, as sete trombetas do Apocalipse, tocadas durante a Tribulação,são trombetas de anjos, não a trombeta de Deus. Não são a mesma trombeta. Portanto, podemos concluir com segurança que o arrebatamento ocorrerá antes do início da Tribulação. Você está preparado espiritualmente? Sua família está preparada? Vocêestá protegendo seus amados da forma adequada? Esta é a razão deste ministério, fazê-lo compreender os perigos iminentes e depois ajudá-lo acriar estratégias para admoestar e proteger seus amados. Após estar bem treinado, você também pode usar seu conhecimento como um modo de abrir aporta de discussão com uma pessoa que ainda não conheça o plano da salvação. Já pude fazer isso muitas vezes e vi pessoas receberem JesusCristo em seus corações. Estes tempos difíceis em que vivemos também são um tempo em que podemos anunciar Jesus Cristo a muitas pessoas. Se você recebeu Jesus Cristo como seu Salvador pessoal, mas vive umavida espiritual morna, precisa pedir perdão e renovar seus compromissos. Ele o perdoará imediatamente e encherá seu coração com a alegria do Espírito Santo de Deus. Em seguida, você precisa iniciar uma vida diáriade comunhão, com oração e estudo da Bíblia. Se você nunca colocou sua confiança em Jesus Cristo como Salvador, mas entendeu que ele é real e que o fim dos tempos está próximo, e quer receber o Dom Gratuito da Vida Eterna, pode fazer isso agora, na privacidade do seu lar. Após confiar em Jesus Cristo como seu Salvador,você nasce de novo espiritualmente e passa a ter a certeza da vida eterna nos céus, como se já estivesse lá. Assim, pode ter a certeza que o Reino do Anticristo não o tocará espiritualmente. Se quiser saber como nascer de novo, vá para nossa Página da Salvação agora. Esperamos que este ministério seja uma bênção em sua vida. Nosso propósito é educar e admoestar as pessoas, para que vejam a vindoura Nova Ordem Mundial, o Reino do Anticristo, nas notícias do dia a dia.

sexta-feira, 28 de maio de 2010

A VAQUINHA


Um Mestre da sabedoria passeava por uma floresta com seu fiel discípulo, quando avistou ao longe um sítio de aparência pobre e resolveu fazer uma breve visita...
Durante o percurso ele falou ao aprendiz sobre a importância das visitas e as oportunidades de aprendizado que temos, também com as pessoas que mal conhecemos.
Chegando as sítio constatou a pobreza do lugar, sem calçamento, casa de madeira, os moradores, um casal e três filhos, vestidos com roupas rasgadas e sujas... então se aproximou do senhor aparentemente o pai daquela família e perguntou:
- Neste lugar não há sinais de pontos de comércio e de trabalho; como o senhor e a sua
família sobrevivem aqui?
E o senhor calmamente respondeu:
- Meu amigo, nós temos uma vaquinha que nos dá vários litros de leite todos os dias. Uma parte desse produto nós vendemos ou trocamos na cidade vizinha por outros gêneros de alimentos e a outra parte nós produzimos queijo, coalhada, etc...; para o nosso consumo e assim vamos sobrevivendo.
O sábio agradeceu a informação, contemplou o lugar por uns momentos, depois se despediu e foi embora. No meio do caminho, voltou ao seu fiel discípulo e ordenou:
- Aprendiz, pegue a vaquinha, leve-a ao precipício ali na frente e empurre-a, jogue-a lá em baixo.
O jovem arregalou os olhos espantado e questionou o mestre sobre o fato da vaquinha ser o único meio de sobrevivência daquela família, mas, como percebeu o silêncio absoluto do seu mestre, foi cumprir a ordem.
Assim empurrou a vaquinha morro abaixo e a viu morrer. Aquela cena ficou marcada na memória daquele jovem durante alguns anos e um belo dia ele resolveu largar tudo o que havia aprendido e voltar naquele mesmo lugar e contar tudo aquela família, pedir perdão e ajudá-los.
Assim fez, e quando se aproximava do local avistou um sítio muito bonito, com árvores floridas, todo murado, com carro na garagem e algumas crianças brincando no jardim. Ficou triste e desesperado imaginando que aquela humilde família tivera que vender o sítio para sobreviver, "apertou" o passo e chegando lá, logo foi recebido por um caseiro muito simpático e perguntou sobre a família que ali morava há uns quatro anos e o caseiro respondeu:
- Continuam morando aqui.
Espantado ele entrou correndo na casa; e viu que era mesmo a família que visitara antes com o mestre. Elogiou o local e perguntou ao senhor (o dono da vaquinha):
- Como o senhor melhorou este sítio e esta muito bem de vida???
E o senhor entusiasmado, respondeu:
- Nós tínhamos uma vaquinha que caiu no precipício e morreu, daí em diante tivemos que fazer outras coisas e desenvolver habilidades que nem sabíamos que tínhamos, assim alcançamos o sucesso que seus olhos vislumbram agora ...


Ponto de reflexão:

Todos nós temos uma vaquinha, que nos dá alguma coisa básica
para sobrevivência e uma convivência com a rotina. Descubra qual
é a sua.
Aproveite esse ano para empurrar sua "vaquinha" morro abaixo.
E descubra as suas potencialidades, você é capaz, acredite!!!

A HORA DE MELHORAR


No justo momento em que:
o fracasso lhe atropele o carro da esperança;
o apoio habitual lhe falte à existência;
a ventania da advertência lhe açoite o espírito;
a aflição se lhe intrometa nos passos;
a tristeza lhe empane os horizontes;
a solidão lhe venha a fazer companhia;
no momento justo, enfim, em que a crise ou a angústia, a sombra ou a
tribulação se lhe façam mais difíceis de suportar, não chore e nem esmoreça.
A água pura afim de manter-se pura é servida em taça vazia.
A treva da meia noite é a ocasião em que o tempo dá sinal de partida para nova alvorada.
Por maior a dificuldade, jamais desanime.

O seu pior momento na vida é sempre o instante de melhorar.

BOAS NOVAS


Em Jerusalém morre Jesus de Nazaré,
Pendurado no madeiro
Como um malfeitor qualquer.
Num cenáculo fechado,
Choram os discípulos, inconformados.
Pelas ruas uma corajosa mulher
Sozinha caminha,
Vai ao horto prantear o mestre morto.
O sol sorrindo aquece a manhã do terceiro dia.
Flores de tantas cores, olhos repletos de lágrimas não viam.
Dos pássaros jubilosos ouve-se a cantoria,
Vozes de um coro angelical.
Por um instante estanca o pranto,
Silêncio no jardim onde o morto jazia.
Apressa o passo,
Nenhum guarda por lá se via.
Aturdida, contempla a pedra removida,
O túmulo violado, o corpo roubado.
Ressurge o pranto, lamenta ressentida:
Sequer deixaram o Mestre em paz descansar.
E não se percebe até então envolvida por um imenso clarão.
Um esplendor celestial anuncia boas novas de alegria
Que Maria ainda não podia compreender.
Até que um jardineiro com dulçor
Surge ao seu lado vindo lhe socorrer.
Turbada, soluça embalada pela dor
De repente perder seu mestre novamente.
Mas Jesus num brado se denuncia
E alma da discípula salta de alegria:
Coros celestiais cantam vitória,
Nas alturas, glória: Jesus ressuscitou!
Na voz de uma simples mulher
A grande nova surgia:
– Irmãos amados, não temais, abram a porta.
É Maria pra dizer com alegria
Que o Mestre ressuscitou!


Fonte: Margarete Solange Moraes. Inventor de Poesia: Versos Líricos. Mossoró, RN, Queima Bucha, 2010.

A COURAÇA DA FÉ


O ser humano é um sonhador. Sonha dormindo, sonha acordado. É fundamental que o homem tenha sonhos e lute pelos seus ideais. Mas por vezes, alguns sonhos parecem fugir do alcance de nossos braços. Não que eles sejam propriamente inatingíveis, é que às vezes, nossos braços são curtos para alcançá-los. E exatamente nesse momento que entra nossa fé. Porque pela fé alcançamos aquilo que humanamente parece impossível. “Ora, a fé é o firme fundamento das coisas que se esperam, e a prova das coisas que não se vêem.” (Hebreus 11:1)
Precisamos exercitar e alimentar nossa fé. Aprendi desde cedo com minha querida mãe que Jesus pode todas as coisas. Ela tinha um jeito de falar que eu admirava bastante: sempre acreditava que conseguiria alcançar aquilo que pedia a Deus em oração. Tinha uma grande confiança em Deus. Todavia, naquela época eu era pequena demais para entender que esse proceder se chamava FÉ. Aprendi com ela que todos os nossos projetos se iniciam pela oração. E se o seu alvo se mostrasse escapando do seu alcance, ela reforçava as orações fazendo votos ao nosso Deus. Com isso, exercitava sua fé e a minha. Considero a minha fé uma rica herança de minha mãe, visto que “a fé é pelo ouvir, e o ouvir pela palavra de Deus.” e eu cresci ouvindo os seus testemunhos acerca dos feitos de Jesus. Quando pequena ouvia muita gente falar de milagres, mas não sentia em algumas pessoas ou religiões a convicção que eu sentia quando minha mãe falava. Existia muito de superstição na fé de algumas pessoas, enquanto que no falar dos crentes, eu sentia uma coisa diferente, algo vivo que mexia comigo de maneira sobrenatural. E era essa fé viva que eu desejava ter dentro de mim desde pequenina. O mover do espírito que eu sentia no meio dos crentes, me atraia, me tocava profundamente. Esse mover era o mesmo que nos tempos de Cristo agitava as águas do tanque de Betesda, onde o paralítico aguardava há 38 anos. Esse mesmo mover das águas ainda alegra o povo de Deus, fazendo-os saltar em glórias e aleluias. Hoje compreendo o real significado do mover dessas águas: é o fogo do espírito, o pentecostes que iniciou com os primeiros cristãos, aqueles para quem Jesus lançou um singelo convite, dizendo: “Vinde a mim”.


Margarete Solange, 28.05.2010. Obrigada, Senhor.

VOTE

Atenção a todos os visitantes dete blog, peço encarecidamente a vocês que quuando acessarem vote nesta promoção, alem do site ser premiado você tambem ganha premio, vamos lá mostrar a nossa força, este site esta concorrendo com outros sites no criterio religião. muito obrigado e boa sorte!!! Vote ao lado logo em cima de mural de recados e só clicar.

quinta-feira, 27 de maio de 2010

LÁZARO


Lázaro, onde estás agora,
Dormes sendo dia?
E teus amigos choram.
Tuas irmãs Marta e Maria
Avisam ao Mestre para vir te ver,
Mas Ele tardou, por quê?
Agora não adianta mais...
O moço jaz numa tumba fria,
Nada mais pode ser feito,
Não tem jeito.
Há somente uma esperança:
Ressuscitar no último dia.
De repente uma visita se anuncia.
O amigo tardou, mas veio...
Ele não esquece os seus.
Maria, o Mestre te chama.
Marta, o Mestre te ama.
Vem, senta-te aos seus pés...
Triste dia em Betânia,
Aldeia de Marta e de Maria,
Jesus chorou por aqueles
Que não tinham fé.
– O morto já cheira mal...
Para o mestre não importa
Quanto tempo faz,
Quando Ele chega ao que crer,
Tudo pode acontecer.
Não tardes quando o
Mestre te chamar:
Lázaro, vem para fora.
Lázaro, vem sem demora..
Lázaro, o mestre te chama!
– Tirai a tirai...
Não duvides, vem!

Fonte: Margarete Solange Moraes. Inventor de Poesia: Versos Líricos. Mossoró, RN, Queima Bucha, 2010.

É TEMPO DE DESPERTAR


Os missionários, em pátria distante, dia a dia, perseveram no propósito de plantar a divina semente. Apesar da saudade de parentes e amigos, põem a obra do Pai em primeiro lugar. É inevitável que eles padeçam, que chorem e enfrentem dias maus. “No mundo tereis aflições”, ouvem ecoar a voz de Cristo, “ mas tende bom ânimo, Eu venci o mundo. Eu venci e vós também vencereis”. As palavras do Mestre chegam aos seus ouvidos como um bálsamo que os ajuda a tolerar os momentos de aflição. Assim, os nossos heróis da Fé resistem com fervor. E, para auxílio desses obreiros, o Deus de amor levanta pessoas coma missão de interceder e contribuir com alegria. Um exército é composto de muitos valentes. Uns são soldados, outros são generais, cada um na sua função, todos unidos num só propósito: lutar e vencer. Os que vão à frente da batalha se expõem muito mais ao perigo. Não vamos deixar os soldados de Cristo na frente de batalha sem nosso auxilio, como se não fizéssemos parte de um todo que é o grande Exército de Deus. Vamos sentir a dor, a emoção de estar lá com eles, plantando a boa semente e colhendo almas para o Reino do Pai. A seara é grande e poucos são os obreiros; permita Deus que sejamos um desses poucos trabalhadores. Unamos os nossos corações num só propósito. Vamos chorar com os que choram e nos alegrar com os que se alegram. É já última hora, “por que desperdiçarmos nosso dinheiro com aquilo que não é pão”, se bem podemos investi-lo sabiamente para o resgate das almas perdidas? Não podemos contribuir com um pouco mais do que costumamos dar? E orar, não somente uma vez por mês, mas diariamente por aqueles que foram separados por Deus, para desempenhar a sublime tarefa de enfrentar o campo missionário em terras alheias. E se tivéssemos que deixar tudo para trás, como Jesus pediu aos primeiros seguidores, deixaríamos? Nem sempre Deus exige de nós esse sacrifício. Nem todos são chamados para os campos distantes; dessa forma, podemos trabalhar na seara sendo os missionários de perto. Se não fomos chamados para enfrentar os desertos e vales, não vamos ser indiferentes aos que receberam do Pai essa difícil Missão. É tempo de despertar. É tempo de perceber que é já a última hora e que é urgente que vivamos mais para Deus do que para nós mesmos. Afinal, que bem levaremos conosco para a outra vida senão apenas as obras que fizemos em prol do Reino? Vamos perguntar ao Senhor em oração o que podemos fazer para servi-lo melhor e quem sabe não o ouviremos dizer: “faça algo mais pela obra de missão”.


Escrito por: Margarete Solange Moraes

A LIÇÃO DA BORBOLETA


Um dia, uma pequena abertura apareceu em um casulo; um homem sentou e observou a borboleta por várias horas, conforme ela se esforçava Para fazer com que seu corpo passasse através daquele pequeno buraco.
Então pareceu que ela havia parado de fazer qualquer progresso, parecia que ela tinha ido o mais longe que podia, e não conseguia ir mais.

Então o homem decidiu ajudar a borboleta: ele pegou uma tesoura e cortou o restante do casulo.
A borboleta então saiu facilmente, mas seu corpo estava murcho e era pequeno e tinha as asas amassadas.
O homem continuou a observar a borboleta porque ele esperava que, a
qualquer momento, as asas dela se abrissem e esticassem para serem
capazes de suportar o corpo que iria se afirmar a tempo.

Nada aconteceu! Na verdade, a borboleta passou o resto da sua vida
rastejando com um corpo murcho e asas encolhidas. Ela nunca foi capaz de voar.
O que o homem, em sua gentileza e vontade de ajudar não compreendia, era que o casulo apertado e o esforço necessário à borboleta para passar através da pequena abertura era o modo com que Deus fazia com que o fluido do corpo da borboleta fosse para as suas asas, de modo que
ela estaria pronta para voar uma vez que estivesse livre do casulo.

Algumas vezes, o esforço é justamente o que precisamos em nossa vida. Se Deus nos permitisse passar através de nossas vidas sem quaisquer obstáculos, ele nos deixaria aleijados. Nós não iríamos ser ao fortes como poderíamos ter sido. Nós nunca poderíamos voar.

Eu pedi Força... e Deus me deu Dificuldades para me fazer forte.
Eu pedi Sabedoria... e Deus me deu Problemas para resolver.
Eu pedi Prosperidade.. e Deus me deu Cérebro e Músculos para trabalhar
Eu pedi Coragem... e Deus me deu Perigo para superar.
Eu pedi Amor... e Deus me deu pessoas com Problemas para ajudar.
Eu pedi Favores... e Deus me deu Oportunidades.
Eu não recebi nada do que pedi.. Mas eu recebi tudo de que precisava."

E você esta pedindo o que?

CULTO EM AÇÃO DE GRAÇAS.

Na segunda Feira participamos de um culto na cidade de Tibau-RN, culto em ação de graças pela recuperação do Dc. Luis José, depois de sofrer um AVC, Deus deu a sua vitoria, estavam presentes naquela noite, alem da grande multidão que lotou a via pública, Pr. Antonio Marrocos ( Areia Branca), Pr. Antonio Eugênio (Grossos), Pr. Isac Dias (Goianinha), Pr. Josue Aquino ( Jardim do Serido), Pr. Edinaldo Domingos ( Felipe Guerra ), Pr. Antonio Jacome ( Natal), Pr. Jairo Kaillo ( Natal ), Adenubio Melo ( Natal ( Cantora Amanda Melo ( Parnamirim) e Banda Filhos de Davi ( Grossos) e o Missionário Levi Rebouças ( Perú), este é filho do Dc. Luis José, que agradeceu a todos ali presentes por esta juntamente com ele feliz por sua recuperação, e exaltou a Deus, dizentos muito obrigado Senhor por esta aqui.
A Palavra pregada ficou a cargo do Pr. Jairo Kaillo, que troxe uma poderosa mensagem e no final daquele abençoado trabalho 10 vidas aceitaram Jesus como Salvador, podemos destacar entre os
que foram salvos o Verador Nolasco.
Vejam algumas fotos
Multidão em frente a casa do Dc. Luis José
Vereador Nolasco que aceitou Jesus

Jairo Kailo Preagando
Pr. Jacome
Pr. Jacome
Missionário Levi e Dc. Luis José
Pr. José Raimundo e o Vereador Nolasco

Pr. José Raimundo, falando aos presentes


CULTO DE MOCIDADE

Conforme anunciamos, esteve no ultimo domingo conosco a cantora Mossoroense Cléa Lopez, o culto foi uma verdadeira benção..


Veja fotos do culto.

AGRADECIMENTO


Agradeço aos meus web-leitores, e quero aqui destacar, Margarete, Maressa, Maria José, Rafaela, Marina, Nadjane, Pb. Charles, Pr. Josue, Pb. Joseilton, Marinha, Julio Cezar, Mara, Mercia, e tantos outros anonimos, de perto e de longe, que me da a alegria de em 21 dias que estou com este blog com Layout novo ja atingiu o número de 2.000 acessos. obrigado a todos e nós ajude a fazer este espaço enviando suas crônicas, artigos, poesias, noticias para serem divulgadas nesse espaço.

terça-feira, 25 de maio de 2010

POSTAGEM

Quero pedir a compreenção dos meu web-leitores, estou em viagem por isso não estou postando normalmente como de costume assim que retornar colocarei muitas novidades aguardem!!!

O CRENTE NÃO ESCOLHE, É UM ESCOLHIDO


Jesus, nosso grande exemplo, foi manso e humilde de coração. Não tinha ansiedades, não perdia a calma. O discípulo ansioso age antes de Jesus falar. Imagine se Jesus aprovaria cortar a orelha de alguém? Jesus escolhe o homem bruto, mas deseja torná-lo manso e humilde. Espera que o crente debaixo de suas asas se torne abnegado, submisso, sem desacato as autoridades constituídas. Se existem reis, somos súditos, se existem pastores, somos ovelhas. O verdadeiro crente, crê e espera. Não escolhe o que quer fazer, onde ou como quer servir. Tem gente que quer escolher tudo. Onde quer ser crente, onde vai congregar, quem prega com fervor, quem canta melhor. Tem gente que se diz ovelha, mas não aceita seguir o pastor. Entra e sai do aprisco na hora que bem quiser e diz o que quer. Não se acha rebelde, mas age como se o fosse e diz que não tem satisfação a dar a ninguém. Se somos um povo, membros de uma igreja, somos uma família. Se somos uma igreja, vivemos debaixo de tradições e costumes. A marca do crente, não é escolher, É SER ESCOLHIDO! Porém “muitos são chamados, mas poucos escolhidos”. Não é tão fácil encontrar pessoas submissas a voz de Deus. Alguns sequer reconhecem a voz de Deus como pastor. Outros não aceitam que Deus ainda escolhe líderes para ser seus representantes aqui na terra, como no passado escolheu a Moisés. Se murmuramos contra esses líderes constituídos por Deus, com certeza não fazemos a vontade do pai. Temos que ter o cuidado para não sermos encaixados no versículo que diz: “Quem não é comigo é contra mim; e quem comigo não ajunta, espalha.”

Margarete Solange, 22.05.2010. Obrigada, Senhor.

domingo, 23 de maio de 2010

A DIFERENÇA

Um homem muito sábio seguia pela beira da praia
quando divisou a uma certa distância um vulto que lhe
pareceu estar dançando. A idéia de alguém dançando na
praia lhe pareceu interessante e ele buscou aproximar-
se. Verificou tratar-se de um jovem numa atitude
peculiar. O que lhe parecia um bailado era na verdade
um conjunto de movimentos que o rapaz fazia para
abaixar-se, pegar estrelas-do-mar e atirá-las de volta
ao oceano. O sujeito achou a atitude curiosa e inquiriu
o rapaz:
- O que fazes?
- Jogo estrelas de volta ao mar- foi a resposta dele.
- Talvez devesse ter perguntado por que o fazes...-
continuou o homem, com um ar de deboche.
- É que o sol está a pino e a maré está baixando; se
não as atirar, elas morrerão ressecadas- retrucou.
- Mas que ingenuidade! Você não vê que há quilômetros e
quilômetros de praias e nelas há milhares e milhares de
estrelas?! Sua atitude não fará diferença.
O jovem abaixou-se, pegou uma estrela e cuidadosamente
a atirou de volta ao mar, seguindo seu peculiar
procedimento. Em seguida voltou-se para o homem e disse:
- Para essa aí fez diferença...
O homem ficou muito pensativo sobre o que ocorrera e
naquela noite não conseguiu dormir pensando nas
palavras do jovem. No dia seguinte, levantou-se, vestiu
suas roupas, foi até a praia e começou com o jovem a
atirar estrelas no oceano.

Reflexão: O que o jovem tinha de diferente era sua
opção de não ser mero observador do universo, mas agir
nele, modificá-lo de alguma forma. E afirma: Uma visão
sem ação é um sonho. Ação sem visão é passatempo. Mas
se aliamos nossas visões a nossas ações faremos
diferença no universo.

sábado, 22 de maio de 2010

FALANDO COM DEUS


Um homem sussurrou:
- Deus, fale comigo.
E um rouxinol começou a cantar
Mas o homem não ouviu

Então o homem repetiu:
- Deus, fale comigo!
E um trovão ecoou nos céus
Mas o homem foi incapaz de ouvir...

O Homem olhou em volta e disse:
- Deus, deixe-me vê-lo.
E uma estrela brilhou no céu
Mas homem não a notou.

O homem começou a gritar:
- Deus, mostre-me um milagre
E uma criança nasceu
Mas o homem não sentiu o pulsar da vida...

Então o homem começou a chorar e a se desesperar:
- Deus, toque-me e deixe-me sentir que você está aqui.
E uma borboleta pousou suavemente e em seu ombro.
O homem espantou a borboleta com a mão e, desiludido, continuou o
seu caminho...



MORAL DA HISTÓRIA:

Será que nós estamos preparados para perceber que nem sempre o
caminho que esperamos encontrar é o que buscamos? Será que não
conseguimos vislumbrar outros caminhos que nos são apresentados
em nosso caminhar pela vida, endurecidos na desilusão de nossas
expectativas? Será que não conseguimos perceber que a felicidade
está presente em caminhos diversos, e quanto a vida é rica de
oportunidades e que Deus está presente em cada partícula do
Universo. E mesmo assim ficamos cegos à sua presença porque sua
manifestação não é como a esperávamos? Pensem nisso, amigos. E
vamos em busca da felicidade, que se encontra, quem sabe, onde
menos a esperamos:
DENTRO DE NÓS MESMOS...

TRANSGRESSÕES


Eis-me aqui, Forte de Jacó,
Para me redimir porque pequei contra Ti.
Julga-me, Senhor, examina meu interior,
Recebe-me uma vez mais.
Eu espero na tua benignidade,
Purifica-me de minhas iniqüidades,
Clamo a ti em espírito e em verdade.
Deixa-me ficar à sombra de tuas asas imensas.
Da tua presença não quero sair.
Edificas muros em volta do meu frágil ser
Para eu não perecer.
Não quero pecar naquilo que já pequei uma vez.
Amo a tua lei,
Não me deixes ser infiel.


Fonte: Margarete Solange Moraes. Inventor de Poesia: Versos Líricos. Mossoró, RN, Queima Bucha, 2010.

O PECADO É DOCE

Não adianta negar que o pecado é doce. Bom e agradável como uma sobremesa deliciosa ou o prato favorito. É envolvente, encantador, atraente como uma linda mulher de corpo escultural, cabelos soltos ao vento, sorriso meigo caminhando com passos majestosos, assim como que acompanhada de um suave fundo musical. Belo quadro que mexe com os sentimentos: vaidade, inveja, desejo. Cega o entendimento, enfraquece o temor do Senhor e o crente lentamente se vê envolvido pelos laços da morte sem saber que ela se chama pecado e atrapalha sua amizade com o Criador, fazendo-lhe se esconder de sua voz, trazendo perdas e angústias. O pecado faz o homem rodear por caminhos longos, distanciando-se da Canaã que o espera depois do deserto. Traz laços que se enrosca no crente como a grande serpente, num abraço que não é de amigo, não é de irmão. Do alto um olho gigante contempla cada movimento, esperando que aqueles que são realmente seus, fujam do perigo, resistam firme na fé. Imagino que nesse momento, um exército se forma para socorrer aquele que, frágil como um cordeirinho, já não sabe o que fazer para escapar da tentação. Acuado, o bichinho não tem mais como voltar atrás... Mas Jesus que tudo sabe e tudo vê tem sempre um escape, sabe exatamente o que fazer em qualquer situação. Do impossível, cria uma saída, resgatando do inferno qualquer vida, não importa o tamanho do pecado que cometeu. Tão somente espera ouvir uma sincera oração vinda de um contrito coração, simplesmente porque “O que encobre as suas transgressões nunca prosperará; mas o que as confessa e deixa, alcançará misericórdia.”
.


Margarete Solange, 20.05.2010. Obrigada, Senhor.

sexta-feira, 21 de maio de 2010

ANIVERSÁRIO









Parabenizamos a aniversariante do dia, a Linda Jovem Mercia Magally.

UMA POBRE MULHER

Uma mulher desfigurada,
Há muito desenganada,
Quase não se põe de pé.
Gastou tudo que tinha
Mas os remédios não lhe serviam,
Restava-lhe unicamente a fé.
Dia a dia ansiava até que
Jesus de Nazaré em sua cidade chegou.
Apesar de sua fraqueza,
Enfrentou a multidão.
Mas tanta gente o cercava,
Uns aos outros empurravam,
Como conseguiria então
Tê-lo a alcance de sua mão?
Aflita prossegue a pobre mulher:
Se levemente tocasse a orla de suas vestes,
O fluxo de sangue com certeza cessaria.
Com bom ânimo perseverou
E quando tão somente o tocou,
Imediatamente sarou.
Contendo a alegria, em silêncio permanece,
Mas de emoção estremece
Quando o mestre severamente indagou:
– Quem me tocou?


Fonte: Margarete Solange Moraes. Inventor de Poesia: Versos Líricos. Mossoró, RN, Queima Bucha, 2010.

CADA UM DÁ O QUE TEM


Haviam duas vizinhas que viviam em pé de guerra. Não podiam se encontrar na rua que era briga na certa.
Depois de seu encontro com Jesus, dona Maria descobriu o verdadeiro valor da amizade e resolveu que iria fazer as pazes com dona Clotilde. Ao encontrarem-se na rua, muito humildemente, disse dona Maria:
-"Minha querida Clotilde, já estamos nessa desavença a anos e sem nenhum motivo aparente. Estou propondo para você que façamos as pazes e vivamos como duas boas e velhas amigas."
Dona Clotilde, na hora estranhou a atitude da velha rival, e disse que iria pensar no caso.
Pelo caminho foi matutando: "Essa dona Maria não me engana, está querendo me aprontar alguma e eu não vou deixar barato. Vou mandar-lhe um presente para ver sua reação".
Chegando em casa, preparou uma bela cesta de presentes, cobrindo-a com um lindo papel, mas encheu-a de esterco de vaca. Eu adoraria ver a cara da dona Maria ao receber esse 'maravilhoso' presente. Vamos ver se ela vai gostar dessa".
Mandou a empregada levar o presente a casa da rival, com um bilhete:
Aceito sua proposta de paz, e para selarmos nosso compromisso, envio-te esse lindo presente".
Dona Maria estranhou o presente, mas não se exaltou. O que ela está propondo com isso??? Não estamos fazendo as pazes? Bem, deixa pra lá. Alguns dias depois dona Clotilde atende a porta e recebe uma linda cesta de presentes coberta com um belo papel. -"É a vingança daquela asquerosa da Maria. O que será que ela me aprontou?!"
Qual não foi sua surpresa ao abrir a cesta e ver um lindo arranjo das mais belas flores que podiam existir num jardim, e um cartão com a seguinte mensagem:
-"Estas flores é o que te ofereço em prova da minha amizade. Foram
cultivadas com o esterco que você me enviou e que proporcionou excelente adubo para meu jardim."

"AFINAL, CADA UM DÁ O QUE TEM EM ABUNDÂNCIA EM SUA VIDA"

quinta-feira, 20 de maio de 2010

GRANDE AFLIÇÃO

Manhã de domingo. Subitamente acordei com uma estranha sensação. Perturbou-me o silêncio matinal. Parecia que tudo tinha parado em derredor de mim. Um mau pressentimento me envolveu repentinamente. Abraçou-me um pavor de morte. Meu marido não estava na cama, nem no banheiro. Apressada, circulei pela casa: meus filhos também não estavam em seus quartos, nem em lugar algum da casa. – Meu Deus, não pode ser! Pronunciei com voz débil. Continuei procurando de um lado para outro. Fui à cozinha: nada, ninguém! – Jesus, Jesus. Repetia como uma sonâmbula. Os cachorros também estavam quietos, não ouvia nenhum latido, nenhuma movimentação, mas eu sabia que eles estavam em derredor porque os cachorros não são arrebatados. Pobrezinhos, vão enfrentar a grande tribulação e eu não desejo isso nem mesmo aos meus piores inimigos quanto mais aos meus cachorrinhos. Circulava pela casa repetindo: – Jesus... Jesus... fiquei... fiquei. “Cordéis de morte me cercaram e angústias do inferno se apoderam de mim de mim”. Subi para o quarto novamente. Numa última esperança lembrei-me de telefonar para o meu marido, ele atendeu. Meu Deus, que alívio, Jesus não tinha voltado naquela manhã. Não que eu não queira que Ele volte, o que eu não desejo é ficar quando Ele voltar. Meu Deus, obrigada pelo grande susto. Foram tão somente alguns minutos de pesadelo, mas o pavor que senti, foi real. Não sei quanto tempo durou aquela sensação de morte, mas valeu uma eternidade. Foi uma angústia indizível, imaginar que Jesus tinha arrebatado os seus escolhidos e eu tinha ficado para traz, completamente só.


Margarete Solange, 19.05.2010. Obrigada, Senhor.

quarta-feira, 19 de maio de 2010

AMIGO MAIOR

Riqueza, fama, sabedoria,
Nada vale para mim
Tanto quanto o teu amor.
Tua presença me fortalece,
A tua graça me enriquece.
És precioso para mim.

Na alegria ou na tristeza,
Amigo maior, conselheiro...
Médico de minha alma,
Candeia de meus passos,
Luz intensa no caminho.

Vou contigo sem olhar para trás,
Sigo sem pestanejar,
De Ti preciso até pra respirar,
Olho a imensidão do mar e penso:
O meu Deus é maior que tudo isso...


Fonte: Margarete Solange Moraes. Inventor de Poesia: Versos Líricos. Mossoró, RN, Queima Bucha, 2010.

A JANELA

Um casal, recém-casados, mudou-se para um bairro muito tranqüilo.
Na primeira manhã que passavam na casa, enquanto tomavam café, a
mulher reparou em uma vizinha que pendurava lençóis no varal e comentou
com o marido:
- Que lençóis sujos ela está pendurando no varal!
- Está precisando de um sabão novo. Se eu tivesse intimidade
perguntaria se ela quer que eu a ensine a lavar as roupas!
O marido observou calado.

Três dias depois, também durante o café da manhã, a vizinha pendurava
lençóis no varal e novamente a mulher comentou com o marido:
- Nossa vizinha continua pendurando os lençóis sujos! Se eu tivesse
intimidade perguntaria se ela quer que eu a ensine a lavar as roupas!

E assim, a cada três dias, a mulher repetia seu discurso, enquanto a
vizinha pendurava suas roupas no varal.
Passado um mês a mulher se surpreendeu ao ver os lençóis muito brancos
sendo estendidos, e empolgada foi dizer ao marido:
- Veja, ela aprendeu a lavar as roupas, será que a outra vizinha a
deu sabão? Porque eu não fiz nada.
O marido calmamente a respondeu:
- Não, hoje eu levantei mais cedo e lavei a vidraça da janela!
E assim é. Tudo depende da janela, através da qual observamos os fatos.

Antes de criticar, verifique se você fez alguma coisa para contribuir;
verifique seus próprios defeitos e limitações. Devemos olhar, antes de
tudo, para nossa própria casa, para dentro de nós mesmos. Só assim
poderemos ter real noção do real valor de nossos amigos.

Lave sua vidraça.
Abra sua janela.

EXALTO UNICAMENTE A JESUS


Davi foi um grande guerreiro. Ainda moço enfrentou um urso e um leão, na sua pequenez, derrotou um gigante, venceu batalhas. Salomão foi um grande Sábio, o mais sábio de seu tempo. Pedro e Paulo foram grandes pregadores, exemplos de crentes que sofreram por amor ao evangelho de Cristo. Gandhi também foi um grande homem e ainda muitos outros líderes políticos e religiosos, cantores e ministros do evangelho que têm a admiração de muitos. Todavia, eu exalto unicamente a Jesus, porque nenhum deles falou como Jesus, amou e perdoou como Jesus. Adoro unicamente aquele que aquietou o mar e vento, que se deixou tocar por uma pobre mulher... Porque quando nele tocamos, estremece em nós o espírito de Deus, o nosso espírito salta de prazer e sentimos na alma que Ele é ÚNICO, o verdadeiro enviado de Deus para ser honrado, adorado e aclamado como único mediador entre Deus e os homens. Eu clamo unicamente a Jesus porque sua presença traz alento, porque Ele é o Santo para todas as causas, porque sua verdade não muda: Ele é a verdade, Ele é o caminho... Por isso, o homem, mesmo sendo santo, mesmo sendo grande ou até gigante talvez, nada é sem Ele. A verdadeira sabedoria do homem consiste em reconhecer isto: a sua pequenez e a grandeza do filho de Deus. Diante do Mestre na sua simplicidade de homem rude, Pedro, pescador sem let
ras, com o coração contrito disse algo que para mim excede qualquer sabedoria, seja a de Salomão ou de qualquer outro sábio pensador: “Senhor, para quem iremos nós? Tu tens as palavras da vida eterna.”

Margarete Solange, 18.05.2010. Obrigada Senhor.

CULTO DE MOCIDADE


Acontecerá no proximo Domingo dia 23 de Maio de 2010, na Igreja Evangelica Assembleia de Deus na cidade de São João do Sabugi-RN, mais um culto de mocidade, e na oportunidade estara presente louvando e engrandecendo e nome do Senhor será a Cantora Mossoroense Cléa Lopez.
Com certeza será um verdadeira benção!!! Você é o nosso convidado especial.

terça-feira, 18 de maio de 2010

A PERSISTÊNCIA


Meu maior defeito, nos despreocupados dias da infância,
consistia em desanimar com demasiada facilidade quando
uma tarefa qualquer me parecia difícil. Eu podia ser tudo,
menos um menino persistente.

Foi quando, certa noite, meu pai me chamou para
conversarmos. Tinha nas mãos uma tabuazinha de
pequena espessura e um canivete aberto. Ele me disse
quando me aproximei:
- Meu filho, risque uma linha em toda a largura da tábua.
Obedeci e, em seguida, tábua e canivete foram guardados
na escrivaninha.

A mesma coisa foi repetida todas as noites seguintes. Ao fim
de uma semana eu não podia mais de curiosidade. A
historia continuava. Toda noite eu tinha que riscar com o
canivete, uma só vez, o sulco que se aprofundava.

Afinal chegou um dia que não havia mais sulco. Meu
derradeiro e leve esforço cortara a tábua em duas.
Papai olhou longamente para mim e, depois, disse:

- Você nunca acreditaria que isso fosse possível com tão
pouco esforço, não e verdade? Pois o êxito ou o fracasso de
sua vida não depende tanto de quanta forca você põe em
uma tentativa, mas na persistência no que fizer.

Foi essa uma lição-de-coisa impossível de esquecer e que
mesmo garoto de dez anos pode e soube aproveitar, não
apenas na infância, mas durante toda a vida.

Para reflexão:

A mudança pode parecer impossível, mas lembre-se:
para se conseguir o impossível não é necessário se
fazer o impossível; é necessário, sim, fazer-se o
possível todos os dias.

MEU TUDO

Tu és o lugar que procuro
Para me refugiar,
És meu porto seguro.
Quando estou perdida
Num imenso mar.
Ao teu lado jamais
Vou olhar para trás
Ou achar que errei o caminho.
Tu és mais, Senhor,
Muito mais que um abrigo.
Vou sempre te perguntar
O que devo fazer para acertar.
Para te agradar quero ofertar
O melhor de mim...
És minha riqueza maior...
Meu tudo.


Fonte: Margarete Solange Moraes. Inventor de Poesia: Versos Líricos. Mossoró, RN, Queima Bucha, 2010.

TODO CRENTE É UM MISSIONÁRIO


Todos nós, chamados Cristãos, crentes, seguidores de Cristo, recebemos dEle a incumbência de pregar o Evangelho, portanto, todos nós somos missionários. Se para atuar em nossa própria pátria, aleluia! Se nos convocar para terras estranhas, que seja! Se Deus nos escolheu, quem somos nós para contender com aquele que conhece nossas capacidades e nossas limitações? Façamos a obra com fervor, orando, vigiando, jejuando, perdoando, exultando no Senhor, procurando agradá-lo. Deus busca servos fiéis, sonda os corações e sabe que no coração do verdadeiro missionário a chama do Evangelho arde, e o fogo do Espírito incendeia sua alma. Ao longo dos tempos, o Mestre nos convida para sermos pescadores de homens, ganhadores de almas. A voz do Mestre ainda ecoa dizendo: “vinde a mim... vinde a mim”.
O mundo jaz no maligno, homens e mulheres enganados são fervorosos adoradores de ídolos. Quem os fará escapar dessa terrível condenação? Quem proclamará as boas novas de Cristo? Quem lhes ensinará a fugir do inferno e escapar para os braços do verdadeiro Deus? Quem irá? Quem dirá “Eis-me aqui? Crentes fiéis dirão e irão aos campos distantes de um modo ou de outro modo, levando a preciosa semente, plantando e chorando. Alguns irão para alçar a voz e proclamar a salvação de Cristo, outros, pela fé, intercederão com orações, jejuns e contribuições para o sustento daqueles que ousaram renunciar o conforto de seus lares para obedecer a chamada de Cristo.
Os covardes, certamente, jamais se oferecerão para sofrer por amor das almas perdidas. Para estes, Jesus ordena recuar, pois não necessita do tumulto dos medrosos, mas sim da coragem de uns poucos homens, mulheres e crianças que temem a Deus e zelam pela sua palavra. Quem ama verdadeiramente ao Pai, por Ele renuncia o seu “eu”, o conforto de certas vestes, modifica o seu falar, seu modo de agir e pensar. Quem teme verdadeiramente a Deus não hesita em deixar para trás o velho homem para tornar-se uma nova criatura. Quem ama verdadeiramente o Evangelho de Cristo sente que foi chamado, não para estar parado, nem para atrapalhar a obra, mas sim para servir ao Mestre e servi-lo com alegria.
Todo crente é um missionário, e sua missão é pregar o Evangelho seja com palavras, gestos e atitudes, seja através de cânticos, cartas, folhetos etc. Todos nós fomos chamados para trabalhar e, a cada um de nós, o Criador deu um talento, ou vários. Não vamos enterrá-los na areia, pois bem sabemos que nosso Senhor um dia voltará e teremos que prestar contas do talento que Ele nos confiou.




Artigo escrito por: Margarete Solange Moraes

AGRADECIMENTO


Agradeço primeiramente a Deus porque é Ele quem nos inspira a escrever e colocar as postagens neste blog, e a todos os meus web-leitores que em 13 dias que este blog esta de cara nova ja atingiu a marca de 1000 visitas, agradeço tambem a escritora Margarete Solange de Morais, que tem recebido de Deus inspiração para escrever e tambem nos ajudar colocando os seus Artigos, poesias ao nosso inteiro dispor para aqui postarmos., agradeço tambem ao meu irmão e amigo Pb. Charles de Areia Branca que foi o nosso web deste site.

Enfim obrigado a todos e que Deus continue abençoando a todos voces que nos ajudam a manter este espaço, procurando colocar aqui mensagens que traga edificação para as nossas vidas.

segunda-feira, 17 de maio de 2010

CERTEZA DE SALVAÇÃO

Certeza de Salvação: Será possível?Certeza de Salvação é possível. Vamos considerar o que 1 João 5:11-13 diz: "E o testemunho é este: que Deus nos deu a vida eterna; e esta vida está no seu Filho. Aquele que tem o Filho tem a vida; aquele que não tem o Filho de Deus não tem a vida. Estas cousas vos escrevi a fim de saberdes que tendes a vida eterna” (Versão Almeida Revista e Atualizada). Deus quer que saibamos que temos a vida eterna. Estes versos explicam claramente que aqueles que têm acreditado em Jesus Cristo e aceito a Ele como seu salvador pessoal têm vida eterna. Vida eterna é o que o nome diz – eterna. Romanos 8:38-39 diz: "Porque estou bem certo de que nem morte, nem vida, nem anjos, nem principados, nem cousas do presente, nem do porvir, nem poderes, nem altura, nem profundidade, nem qualquer outra criatura poderá separar-nos do amor de Deus, que está em Cristo Jesus, nosso Senhor.” Nada pode separar um Filho de Deus do seu Pai.
Certeza de Salvação: Por que tenho dúvidas?Muitos crentes têm duvidado de sua segurança de salvação. Eles talvez estejam passando por um período de instabilidade emocional. Talvez eles tenham aberto as portas para dúvidas ou estão sendo levados pelas emoções. Talvez estejam passando por uma época de seca na vida espiritual e não estão experimentando alegria em sua caminhada espiritual. Isso também pode ser causado por pecado não confessado e talvez Satanás está tentando enganá-los e fazê-los acreditar que não são bons os suficientes para receber o perdão de Deus e a recompensa eterna.Tenha certeza que muitos lutam com situações assim de vez em quando.
Certeza de Salvação: Jesus nos diz pessoalmente que Ele nos dá vida eterna e que nada pode tirá-la de nós: “As minhas ovelhas ouvem a minha voz; eu as conheço, e elas me seguem. Eu lhes dou a vida eterna; jamais perecerão, eternamente, e ninguém as arrebatará da minha mão. Aquilo que meu Pai me deu é maior do que tudo; e da mão do Pai ninguém pode arrebatar. Eu e o Pai somos um“ (João 10: 27-30).Salvação é um presente da graça de Deus. Efésios 2: 8-9 diz: “Porque pela graça sois salvos, mediante a fé; e isto não vem de vós, é dom de Deus; não de obras, para que ninguém se glorie.”Vamos nos assegurar no fato de que “Todo aquele que invocar o nome do Senhor será salvo” (Romanos 10:13).Ter esse conhecimento deve nos dar esperança. Podemos saber que Cristo vai nos reivindicar como pertencentes a Ele por toda a eternidade. “Porquanto o Senhor mesmo, dada a sua palavra de ordem, ouvida a voz do arcanjo, e ressoada a trombeta de Deus, descerá dos céus, e os mortos em Cristo ressuscitarão primeiro; depois nós, os vivos, os que ficarmos, seremos arrebatados juntamente com eles, entre nuvens, para o encontro do Senhor nos ares, e assim estaremos para sempre com o Senhor” (1 Tessalonicenses 4:16-17).Se você está lutando com dúvidas, faça uma oração parecida com esta: “Senhor Deus, não tenho certeza se sou Seu filho. Acredito que Seu Filho Jesus foi enviado por ti para morrer pelos meus pecados. Acredito que Ele ressuscitou dos mortos e está me oferecendo vida eterna. Eu O aceito como meu Salvador. Obrigado por me perdoar e por me dar vida eternamente contigo. Ajude-me a ter certeza de que o Senhor tem respondido a minha oração. Em nome de Jesus, amém.
“Você se tornou um seguidor de Cristo hoje? Por favor diga sim
E deixe a sua mensagem no mural dizendo que através desta mensagem você se tornou uma nova criatura.

Pr. José Raimundo

POUCOS SÃO OS OBREIROS


Poucos são os obreiros verdadeiramente empenhados na obra porque alguns não se julgam capazes de trabalhar para Deus, outros acham que foram chamados apenas para freqüentar os cultos e julgar quem prega bem ou quem canta melhor, ou ainda para medir a temperatura dos cultos, classificando-os em quentes ou frios de acordo com o desempenho do pregador e a reação dos ouvintes. Escrito está nas sagradas escrituras que a árvore que não dá bons frutos merece ser cortada e lançada no fogo. Por isso, devemos nos examinar constantemente e fazer a seguinte reflexão: estamos sendo frutíferos? Estamos servindo a Deus com alegria? Ou estamos atrapalhando, desperdiçando nosso tempo com questões que não edificam?
Desde sua meninice, Jesus dedicou-se a fazer missão. Em Jerusalém por ocasião da festa, quando seus pais sentiram sua falta e o encontraram no templo entre os doutores, Ele lhes anunciou que estava fazendo a obra do Pai. Para isso veio ao mundo, e desse objetivo não se desviou durante sua vida inteira. Convidou homens rudes para serem seus discípulos, gente sem letras. Que capacidade possuíam para pregar e ensinar às multidões? Aparentemente a escolha parecia não ter sido muito feliz. Na gíria dos jovens de hoje poderia ser dito: os discípulos que Jesus escolheu não tinham nada a ver. Todavia, ao chamá-los, Jesus sabia perfeitamente que eles dariam frutos, pois todo homem, qualquer homem, por mais fraco que seja, tudo pode naquele que o fortalece.
Pelas cidades e aldeias, dia-a-dia, mostrou na prática como ensinar e recrutar pessoas para o trabalho de Deus. O Mestre amou os fracos, os errados, pessoas que pareciam não ter conserto. Dividiu com Seus seguidores o Seu saber e os preparou para continuarem a Sua missão.
Há momentos em que precisamos de um ajudador, então, olhamos em nossa volta e não enxergamos a pessoa adequada. Com nossos olhos carnais, fica difícil enxergar os eleitos de Deus, por isso vemos apenas imperfeição e incompetência. Porém, nossa tarefa não é julgar, tampouco converter pessoas. A Bíblia nos aconselha a pedir ao Senhor que mande trabalhadores para Sua seara. Devemos orar e aguardar, pois Deus sabe exatamente a quem escolher e enviar.
Após a morte de Jesus, ao receberem o revestimento de poder, os discípulos se transformaram em ousados pregadores do evangelho. Nos dias de hoje não é diferente. Deus continua disposto a investir em homens e mulheres que, pela fé, aceitam Seu chamado para trabalhar. Mesmo aqueles que parecem tímidos e incapazes, Deus transforma em crentes fervorosos, e estes passam a dar frutos excelentes.
Todos nós fomos chamados para trabalhar, porém o discípulo infrutífero nada faz em prol do Evangelho de Cristo e do resgate das almas. Não há razão para se estar adormecidos, acomodados. Contudo, ainda é tempo de se renovar como a águia e buscar trabalho na seara do Mestre. Naquele que se disponibiliza, Deus faz suscitar talentos que sequer imaginava possuir. Todo crente precisa abraçar sua missão. É preciso fazer a obra do Pai enquanto é dia... Ou será que alguém pretende ser missionário somente quando chegar a época da Grande Tribulação?


Escrito por : Margarete Solange Moraes

AOS PÉS DO MESTRE

Eu queria estar junto ao Mar da Galiléia
Quando Jesus passou
Chamando discípulos para si.
Se eu estivesse em Betânia naquele dia,
Eu também choraria abraçada aos seus pés.
Enfrentaria a multidão
Para tocar na orla de seus vestidos.
Eu queria tê-lo visto
Pelo menos passar, entrando em Jerusalém,
Sentir o vento em meu rosto
Ao contemplá-lo andando sobre o mar
ou aquietando o mar e o vento,
Curando o cego Bartimeu,
Multiplicando os pães e os peixinhos...
Nem que eu fosse um dos cachorrinhos
Esperando comer das migalhas
Que caíam da mesa de seu dono.
Não importa qual fosse o meu lugar.
Eu só queria vê-lo passar,
Como o vejo agora pelos olhos da fé!


Fonte: Margarete Solange Moraes. Inventor de Poesia: Versos Líricos. Mossoró, RN, Queima Bucha, 2010.

NO FUNDO DO POÇO

Conta-se que um fazendeiro, que lutava com muitas dificuldades, possuía alguns cavalos para ajudar no trabalho de sua fazenda. Um dia, o capataz lhe trouxe a notícia que um de seus cavalos havia caído num velho poço abandonado. O buraco era muito fundo e seria difícil tirar o animal de lá.

O fazendeiro avaliou a situação e certificou-se de que o cavalo estava vivo. Mas pela dificuldade e o alto custo para retirá-lo do fundo do poço, decidiu que não valia a pena investir no resgate. Chamou o capataz e ordenou que sacrificasse o animal soterrando-o ali mesmo.
O capataz chamou alguns empregados e orientou-os para que jogassem terra sobre o cavalo até que o encobrissem totalmente e o poço não
oferecesse mais perigo aos outros animais. No entanto, na medida que a terra caía sobre seu dorso, o cavalo se sacudia e a derrubava no chão e ia pisando sobre ela. Logo os homens perceberam que o animal não se deixava soterrar, mas, ao contrário, estava subindo à medida que a terra caía, até que, finalmente, conseguiu sair...".

Muitas vezes nós nos sentimos como se estivéssemos no fundo do
poço e, de quebra, ainda temos a impressão de que estão tentando nos
soterrar para sempre. É como se o mundo jogasse sobre nós a terra da incompreensão, da falta de oportunidade, da desvalorização, do desprezo e da indiferença. Nesses momentos difíceis, é importante que lembremos da lição profunda da história do cavalo e façamos a nossa parte para sair da dificuldade. Afinal, se permitimos chegar ao fundo do poço, só nos restam duas opções:
- Ou nos servimos dele como ponto de apoio para o impulso que nos levará ao topo;
- Ou nos deixamos ficar ali até que a morte nos encontre.

É importante que, se estamos nos sentindo soterrar, sacudamos a terra e a aproveitemos para subir. Ademais, em todas as situações difíceis que enfrentamos na vida, temos o apoio incondicional de Deus, do qual podemos nos aproximar através da oração.